Dracena(Sp), quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Home | Vendedores | Fale Conosco | Intranet

Realcool - Dracena/SP

Etanol como combustível no Brasil

O Brasil é o segundo maior produtor de etanol do mundo, o maior exportador mundial, e é considerado o líder internacional em matéria de biocombustíveis e a primeira economia em ter atingido um uso sustentável dos biocombustíveis.[1][2][3] Juntamente, o Brasil e os Estados Unidos lideram a produção do etanol, e foram responsáveis em 2008 por 89% da produção mundial [4] e quase 90% do etanol combustível.[5] Em 2008 a produção brasileira foi de 24,5 bilhões de litros,[6] equivalente ao 37,3% da produção mundial de etanol.[5] A indústria brasileira de etanol tem 30 anos de história e o país usa como insumo agrícola a cana de açucar, alem disso, por regulamentação do Governo Federal, toda a gasolina comercializada no país é misturada com 25% de etanol, e desde Julho de 2009 circulam no país mais de 8 milhões de veículos, automóveis e veículos comerciais leves,[7] que podem rodar com 100% de etanol ou qualquer outra combinação de etanol e gasolina, e são chamados popularmente de carros "flex".
 

História

Cana de açúcar (Saccharum officinarum) pronta para a safra, Ituverava, São Paulo.

Os primeiros usos práticos do etanol deram-se entre o final dos anos 1920 e início dos anos 1930. Mas somente nos anos 1970, com a crise do petróleo, que o Brasil passou a usar maciçamente o etanol como combustível. Na segunda metade da década de 1980 por diversos motivos ocorreu uma forte retração no consumo de álcool combustível. Atualmente uma combinação de fatores como a preocupação com o meio ambiente e a esperada futura escassez de combustíveis fósseis levaram a um interesse renovado pelo etanol.

     

Re¨¢lcool 2018 - Todos Direitos Reservados - Desenvolvimento Grupo 3K Tecnologia